10 de abril de 2015

NOTA OFICIAL CONTRA O PL4330

O Instituto de Pesquisas e Estudos Avançados da Magistratura e do Ministério Público do Trabalho – IPEATRA vem a público REPUDIAR, de maneira clara e veemente, a liberalização da subcontratação de trabalhadores, levada a cabo pelo PL 4330/2004, que tramita na Câmara dos Deputados, numa tentativa de derrogar a histórica proteção contra a mercantilização do trabalho humano, consagrada internacionalmente na Declaração de Filadélfia, como princípio fundante da Organização Internacional do Trabalho.

Além de isolar o Brasil dos cânones internacionais de tutela ao trabalho, a terceirização potencializa a precarização das condições de trabalho, reduzindo a remuneração dos trabalhadores, fragmentando o sentimento de solidariedade da categoria e aumentando o número de acidentes de trabalho.

No serviço público, a terceirização abre as portas para o nepotismo e para a admissão de servidores públicos sem concurso público, com significante redução da qualidade do serviço prestado e desmonte da capacidade fiscalizatória do Estado.

Por essas razões, o IPEATRA espera que o Congresso Nacional não homologue tamanho retrocesso social contra a classe trabalhadora do Brasil.

Campo Grande/MS, 10 de abril de 2015.

PAULO DOUGLAS ALMEIDA DE MORAES
Procurador do Trabalho (PRT-24/MS)
Presidente do IPEATRA

Notícias Recentes

1 de novembro de 2022

CONVENIO MARCO ENTRE LA UNIVERSIDAD NACIONAL DE JOSÉ CLEMENTE PAZ Y EL INSTITUTO DE INVESTIGACIONES Y ESTUDIOS SUPERIORES DE LA JUDICATURA Y MINISTERIO PÚBLICO

1 de novembro de 2022

Edital de Convocação Assembleia Geral Extraordinária IPEATRA

24 de outubro de 2022

Desembargador do TRT4 Manuel Cid Jardon determina que Stara se abstenha de práticas de coação eleitoral junto a empregados

5 de outubro de 2022

Matías Bailone lança livro Direito Penal Antiterrorista e o Estado Constitucional de Direito